Psicoterapia - Reabilita Neuropsicologia
426
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-426,page-child,parent-pageid-158,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive
 

Psicoterapia

Psicoterapia; um olhar para as emoções de todos os dias

Passamos o dia alterando nossas percepções mentais entre as funções de emoção e razão, sempre buscando um equilíbrio entre elas, nem sempre é fácil, temos muitas vezes atitudes que nos causam arrependimentos e outros que nos enchem de orgulho. Somos um pouco isso, uma porta entreaberta ao inesperado.

As emoções são um verdadeiro turbilhão, envolvem sentimentos positivos e negativos, questões fisiológicas e hormonais e ainda os comportamentos que são reações motoras geradas dessa mistura toda.

Como podemos ter algum controle sobre nossas respostas se nossas atitudes são os resultados de um emaranhado de tantas diferentes coisas que acontecem em nossos cérebros?

Existe uma região neural no Lobo Temporal denominado Sistema Límbico que é onde nossas emoções são processadas.

Em alguns momentos rotineiros, como no transito, ou numa entrevista de emprego, por exemplo, podemos nos sentir um pouco ameaçados e vemos surgir a emoção de medo, que pode provocar em nós duas opções de comportamentos, ou lutamos e enfrentamos o evento amedrontador ou fugimos, ambos geram um grande dispêndio de energia e são motivados pelo nosso instinto de sobrevivência.

Quando o sentimento de medo se torna crônico pode gerar ansiedade e estresse.

Outro mecanismo de defesa é o sentimento de raiva, que modulado pela razão garante também a nossa sobrevivência.

Embora algumas emoções sejam consideradas positivas e outras negativas, todas elas são importantes, pois regulam nossas escolhas e ações. Os sentimentos de prazer e desprazer são gerados através de nossas percepções auditivas, táteis, gustativas, visuais e olfativas.
Já a sede da razão é o córtex pré-frontal, onde ocorre o planejamento necessário para as ações mais estruturadas. A razão envolve complexas operações mentais como raciocínio, resolução de problemas, cálculos mentais e muitas outras.

A psicoterapia é um excelente aliado para auxiliar no autoconhecimento e para que melhor possamos manejar nossas emoções.

 

Aline G Gonçalves